Aiea alerta para falta de cooperação do Irão

1 março 2010

Director-geral da agência disse que os iranianos devem aplicar as resoluções do órgão e do Conselho de Segurança e esclarecer questões relacionadas a possíveis dimensões militares do programa nuclear; ele revelou também que a Síria e a Coreia do Norte não têm colaborado com a Aiea.

Daniela Traldi, da Rádio ONU em Nova Iorque*.

O director-geral da Agência Internacional de Energia Atómica, Yukyia Amano, disse que não pode confirmar se todo o material nuclear do Irão é para fins pacíficos já que o país ainda não forneceu toda a cooperação necessária à Aiea.

Num discurso esta segunda-feira ao Conselho Directivo da agência da ONU, em Viena, na Áustria, Amano afirmou que os iranianos devem aplicar as resoluções do órgão e do Conselho de Segurança e esclarecer questões relacionadas a possíveis dimensões militares do programa nuclear.

Medidas

O director-geral da Aiea disse que pediu ao Irão para tomar medidas para a plena implementação do Acordo de Salvaguardas e outras obrigações como um assunto de alta prioridade.

Ele salientou que a agência continua a monitorar o desvio de material não-declarado.

Amano afirmou que a proposta feita ao Irão em outubro de 2009 continua aberta. Na época, a Aiea sugeriu o enriquecimento de urânio iraniano no exterior, em países como a Rússia e a França.

Colaboração

Yukyia Amano afirmou ainda que a Síria não coopera com a Aiea desde Junho de 2008, devido a questões não resolvidas sobre o centro de Dair Alzour e outros locais.

Ele enfatizou também que a Coreia do Norte cessou qualquer colaboração desde Abril do ano passado e que a Aiea não consegue implementar ou monitorar o programa do país.

*Apresentação: Carlos Araújo, da Rádio ONU, em Nova Iorque.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud