ONU preocupada com decisão israelense sobre santuários
BR

23 fevereiro 2010

Governo de Israel incluiu na lista de patrimônios nacionais dois santuários religiosos situados na Cisjordânia, elevando a tensão com palestinos; segundo Nações Unidas, medida pode afetar o processo de paz.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O coordenador especial das Nações Unidas para o processo de paz no Oriente Médio, Robert Serry, se declarou preocupado com uma recente decisão do governo de Israel de incluir na lista de patrimônios nacionais dois santuários religiosos situados na Cisjordânia, elevando a tensão na região.

Entre os locais está a chamada "Tumba dos Patriarcas", em Hebron, onde, segundo a tradição judaica, estão enterrados três das principais figuras bíblicas: Abrãao, Isaac e Jacó.

Leia o boletim de Daniela Kresch, da Rádio ONU em Tel Aviv.

Patriarcas

"O local também é venerado pelos muçulmanos, que consideram Abrãao - ou Ibrahim, em árabe - como patriarca.

O segundo santuário fica em Belem e é a "Tumba de Raquel", uma das esposas de Jacó.

A inclusão foi mal recebida pelos palestinos, para os quais Israel não tem o direito de declarar como patrimônio nacional locais que ficam no território ocupado há 43 anos, onde anseiam criar um Estado nacional independente.

Protestos

Nas últimas 48 horas, centenas de manifestantes palestinos protestaram contra a decisão, entrando em confronto com soldados israelenses e policiais palestinos.

Segundo Robert Serry, a decisão de Israel pode prejudicar a volta do processo de paz entre israelenses e palestinos, congelado há mais de um ano.

Ele assinalou que os santuários em questão são sagrados não apenas para o Judaísmo, mas também para o Islamismo e para o Cristianismo.

Processo de Paz

Em comunicado oficial, o coordenador especial da ONU pediu a Israel que não tome medidas que possam "minar a confiança" dos palestinos, levando em conta que a retomada das negociações "deve ser a mais alta prioridade em comum para todos que buscam a paz".

Ele ainda disse que gostaria de ver "mais passos positivos de Israel para permitir o desenvolvimento palestino e a construção de instituições por toda a Cisjordânia, refletindo um verdadeiro compromisso com a solução de dois Estados".

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud