Ban segue de perto desenvolvimentos no Niger (Português África)

18 fevereiro 2010

Num comunicado, Ban Ki-moon relembra que no ano passado apelou a todas as partes no país para restaurarem a ordem constitucional como forma de resolverem a crise política; segundo agências de notícias, o presidente Mamadou Tandja e o seu governo foram detidos por soldados, após confrontos armados na capital, Niamey.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, disse que está a seguir de perto os desenvolvimentos no Niger e que recebe actualizações regulares do seu representante especial para a África Ocidental, Said Djinnit.

Segundo agências de notícias, o presidente Mamadou Tandja e o seu governo foram detidos por soldados, após confrontos armados na capital, Niamey.

Ordem Constitucional

As mesmas fontes indicam que combates irromperam perto do palácio presidencial no início da tarde desta quinta-feira e que a rádio estatal só transmite marchas militares.

No comunicado divulgado pelo seu porta-voz, Ban Ki-moon relembra que no ano passado apelou a todas as partes no Niger para restaurarem a ordem constitucional como forma de resolverem a crise política no país.

Na altura, o presidente Tandja mudou a constituição para poder concorrer a um terceiro mandato.

Crise Alimentar

O Niger, na África Ocidental, é um dos países mais pobres do mundo. Na semana passada, as Nações Unidas apelaram à comunidade internacional para ajudar o governo a ultrapassar uma crise alimentar iminente.

Segundo dados da organização, 7,8 milhões de pessoas no país, cerca de 3/5 da população, enfrentam insegurança alimentar grave ou moderada.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud