Ban diz que crise terá impacto duradoiro em África

8 fevereiro 2010

Relatório sobre dimensões sociais da Nepad pede à comunidade internacional para assistir os países do continente a enfrentarem o desafio das alterações climáticas, aumentando a sua ajuda para financiar acções de mitigação e adaptação.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, indicou que as crises alimentar, energética e financeira associadas a alterações climáticas estão a minar os progressos económicos e sociais alcançados em África na última década.

Num relatório divulgado esta segunda-feira sobre as dimensões sociais da Nova Parceria para o Desenvolvimento em África, Nepad, Ban salienta que as consequências adversas dessas várias crises deverão ter um efeito duradoiro no continente.

Prioridades

O documento pede aos parceiros de desenvolvimento de África para continuarem a integrar as prioridades, valores e princípios do Nepad nos seus planos de assistência ao desenvolvimento.

Ban afirma que os governos do continente devem aproveitar-se das experiências e exemplos de boas práticas da cooperação Norte-Sul e Sul-Sul.

O Secretário-Geral apela à comunidade internacional para assistir, em particular, os países africanos a enfrentarem o desafio das alterações climáticas, aumentando a sua ajuda para financiar acções de mitigação e adaptação.

Desenvolvimento

A Nepad foi criada durante a cimeira da União Africana em 2001 para melhorar o desempenho económico do continente.

Logo a seguir, a ONU decidiu transformar o órgão no único instrumento para a canalização dos esforços internacionais para o desenvolvimento de África.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud