Número de deslocados no Iémen atinge 250 mil

29 janeiro 2010

O total toma em conta todos os desalojados desde o início dos confrontos entre tropas do governo e rebeldes islâmicos, em 2004; o número de deslocados duplicou desde Agosto do ano passado com o agravamento da situação humanitária no país.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O número de deslocados pelos confrontos no Iémen atinge agora a marca de 250 mil, segundo estimativas divulgadas esta sexta-feira pelo Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur.

O total toma em conta todos os desalojados desde o início dos confrontos entre tropas do governo e rebeldes islâmicos, em 2004.

Combates

O número de deslocados duplicou desde Agosto do ano passado com o agravamento da situação humanitária no país.

O porta-voz da agência das Nações Unidas, Andrej Mahecic, disse a jornalistas em Genebra que nas últimas semanas os combates transferiram-se da cidade de Saada e seus arredores para a região noroeste do Iémen.

Ele realçou que o Acnur, o governo iemenita e outras agências de auxílio continuam a distribuir ajuda, mas o acesso de populações deslocadas a serviços básicos de saúde e educação é cada vez mais difícil.

A maior parte dos desalojados tiveram de deixar todos os seus haveres para tràs, incluindo cabeças de gado que constituem a sua principal fonte de receitas.

Refúgio

Os combates também aumentaram para 12 mil o número de deslocados que procuram refúgio na capital Sana.

Cinco camiões do Acnur com tendas, cobertores, utensílios de cozinha e outros bens humanitários para 2 mil pessoas deverão chegar no sábado ao Iémen, provenientes da Arábia Saudita.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud