ONU pede congelamento de novos assentamentos israelenses
BR

27 janeiro 2010

Secretário-Geral Assistente para Assuntos Políticos, Oscar Fernandez-Taranco afirmou, durante debate aberto no Conselho de Segurança, que a ONU continua profundamente preocupada com o impasse atual entre israelenses e palestinos.

Daniela Traldi, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral Assistente para Assuntos Políticos, Oscar Fernandez-Taranco, disse nesta quarta-feira no Conselho de Segurança, que o clima de desconfiança entre israelenses e palestinos permanece como motivo central para a paralisação do processo de paz no Oriente Médio.

Ele se referiu à expansão dos assentamentos, dos despejos forçados, incursões militares, lançamento de foguetes e o fechamento de fronteiras.

Implicações

Taranco afirmou, durante debate aberto no Conselho, que a ONU continua profundamente preocupada com o impasse atual.

O Secretário-Geral Assistente para Assuntos Políticos enfatizou que se não houver progresso para um acordo final, há o risco de se andar para trás, com potencial para implicações profundas e negativas.

Ele fez um apelo para que os dois lados cumpram as obrigações previstas no ‘Roteiro da Paz', o plano apoiado pelas Nações Unidas, União Européia, Rússia e Estados Unidos que prevê solução com dois estados: Israel e Palestina.

Taranco citou os protestos semanais realizados por israelenses e palestinos sobre as sanções de Israel em Jerusalém Oriental, onde várias famílias foram expulsas e outras 25 estão em risco.

Ilegais

Ele também ressaltou a prisão de manifestantes e a intenção declarada dos israelenses em expandir os assentamentos em áreas palestinas.

Oscar Fernandez-Taranco lembrou que as construções em território ocupado são ilegais e pediu para que o governo israelense não conclua a aprovação dos planos.

O Secretário-Geral Assistente para Assuntos Políticos ressaltou que Israel deve implementar suas obrigações de congelamento das atividades de assentamento, incluindo obras iniciadas em março de 2001.

Taranco falou ainda sobre os conflitos na Faixa de Gaza, com aumento do número de foguetes por militantes palestinos e crescentes incursões israelenses.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud