Irina Bokova condena assassinato de jornalista mexicano
BR

25 janeiro 2010

Diretora geral da Unesco disse que espera que as autoridades do México não poupem esforços para levar à justiça os responsáveis pelo crime; corpo do jornalista foi encontrado em 16 de janeiro dentro de um saco plástico, com perfurações de bala na cabeça e nos ombros.

Daniela Traldi, da Rádio ONU em Nova York.

A diretora geral da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, Irina Bokova, condenou o assassinato do jornalista mexicano José Luis Romero.

Em nota emitida nesta segunda-feira, Bokova afirmou que Romero, assim como muitos repórteres mexicanos, pagou com a própria vida para garantir às pessoas o direito de estarem bem informadas.

Justiça

A diretora geral da Unesco disse ainda que espera que as autoridades do México não poupem esforços para levar à justiça os responsáveis pelo crime.

Segundo a agência da ONU José Luis Romero foi levado por homens armados no final de dezembro quando estava dentro de um restaurante na cidade de Los Mochis.

O corpo do jornalista foi encontrado em 16 de janeiro dentro de um saco plástico, com perfurações de bala na cabeça e nos ombros e com os pés e mãos quebrados.

Ele era repórter especializado em crimes de uma rádio local da província de Sinaloa, no noroeste do país.

Inaceitável

Irina Bokova ressaltou que o uso da força para silenciar jornalistas constitui um ataque inaceitável sobre o direito humano básico de liberdade de expressão e sobre o direito da sociedade de aproveitar a liberdade de imprensa, fundamental para a democracia e para o estado de direito.

A Unesco informou que, segundo dados do Instituto de Imprensa Internacional, José Luis Romero é o segundo jornalista mexicano assassinado só este ano, e que pelo menos 11 foram mortos em 2009, a maioria especialistas em cobertura de tráfico de drogas e crime.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud