Ban e Clinton pedem mais ajuda internacional para o Haiti (Português Brasil)

21 janeiro 2010

Eles se reuniram na sede da ONU em Nova York para avaliar os esforços de assistência ao país, atingido por um terremoto há pouco mais de uma semana.

[caption id="attachment_175023" align="alignleft" width="175" caption="Bill Clinton e Ban Ki-moon"]

Daniela Traldi, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU Ban Ki-moon afirmou nesta quinta-feira que as operações no Haiti estão mudando de resposta de emergência para ajuda humanitária em andamento.

Ele participou de coletiva de imprensa ao lado do enviado especial das Nações Unidas ao Haiti, o ex-presidente americano Bill Clinton.

Futuro

Ban e Clinton se reuniram na sede da ONU em Nova York para avaliar os esforços de assistência ao país, atingido por um terremoto há pouco mais de uma semana.

O Secretário-Geral ressaltou que os haitianos precisam agora de um futuro melhor e empregos com dignidade.

Ele reafirmou que existem três prioridades para a ilha caribenha: a continuação da assistência ao país, a estabilidade da segurança e a reconstrução.

Ban Ki-moon disse que ainda não houve resposta generosa da comunidade internacional ao apelo humanitário de US$562 milhões, cerca de R$1 bilhão, lançado pela ONU.

Oportunidade

O enviado especial das Nações Unidas ao Haiti, Bill Clinton, lembrou que 2 milhões de haitianos precisam de ajuda, como alimentos e água.

Clinton disse que a população precisa ter a oportunidade de reimaginar o país. Ele enfatizou que o próximo passo é um programa de distribuição de recursos que pretende empregar haitianos nos trabalhos de reconstrução do Haiti.

Bill Clinton afirmou que continua em busca de investidores e mais ajuda internacional.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud