FMI: Esforços para eliminar dívida do Haiti serão bem sucedidos
BR

21 janeiro 2010

Diretor geral do Fundo Monetário Internacional afirma que o órgão está trabalhando com todos os doadores para tentar eliminar a totalidade das dívidas haitianas, incluindo o novo empréstimo de US$100 milhões.

Ana Ventura Miranda, da Rádio ONU em Nova York*.

O diretor geral do Fundo Monetário Internacional, FMI, Dominique Strauss-Kahn, afirmou nesta quinta-feira que é preciso implementar no Haiti uma espécie de ‘Plano Marshall' para lidar com a reconstrução do país.

Ele afirmou que a ilha caribenha tem sido incrivelmente atingida por fatores como a crise alimentar e de combustíveis, por furacões e o terremoto da semana passada.

Empréstimo

O FMI prometeu um empréstimo sem juros de US$100 milhões, mais de R$175 milhões, em fundos de emergência iniciais para que o governo haitiano tenha liquidez. O objetivo é apoiar atividades essenciais e financiar importações urgentes.

Dominique Strauss-Kahn disse a agências de notícias que agora a prioridade é salvar pessoas, mas que em algumas semanas será a reconstrução.

Ele acrescentou também que o órgão está trabalhando com todos os doadores para tentar eliminar a totalidade das dívidas haitianas, incluindo o novo empréstimo.

Esforços

Strauss-Kahn acredita que os esforços para terminar o endividamento do país serão bem sucedidos.

O FMI e outras organizações internacionais entregaram mais de US$1 bilhão, mais de R$1,5 bilhão de alívio da dívida ao Haiti em junho do ano passado.

*Apresentação: Daniela Traldi, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud