Ban apela ao aumento da ajuda humanitária no Haiti

14 janeiro 2010

O Secretário-Geral da ONU disse que os polícias e militares da Missão das Nações Unidas no Haiti, Minustah, continuam a trabalhar nas operações de busca, com cães e aparelhos que permitem detectar sinais sonoros nos escombros.

[caption id="attachment_175084" align="alignleft" width="175" caption="Ban Ki-moon"]

Ana Ventura Miranda, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, falou aos jornalistas na sede da ONU em Nova Iorque, esta quinta-feira, dizendo que vai demorar alguns dias até se saber os números exactos de vítimas causadas pelo sismo na ilha das Caraíbas.

Ele disse que os polícias e militares da Missão das Nações Unidas no Haiti, Minustah, continuam a trabalhar nas operações de busca, com cães e aparelhos que permitem detectar sinais sonoros nos escombros.

Sobrevivente

Ban acrescentou ainda que foi com este aparelho que foi possível encontrar nos escombros do Hotel Christopher do funcionário da Minustah, Tarmo Joveer, de 38 anos, oriundo da Estónia.

Ban Ki-moon disse ainda que o Secretário-Geral Assistente para Operações de Manutenção de Paz, Edmond Mulet, deverá chegar no início desta tarde ao Haiti.

Mulet irá coordenar as operações da Minustah e trabalhar conjuntamente com o presidente haitiano René Préval.

O porta-voz de Ban Ki-moon, Martin Nesirky, disse que neste momento estão confirmadas 22 vítimas mortais, 4 polícias e 18 militares, que estavam integrados na missão da ONU.

Comunicações

Ele disse que os estados membros têm sido de grande apoio, apelou a que a ajuda continue a chegar e reiterou que a prioridade continua a ser a busca e resgate de sobreviventes.

O Secretário-Geral disse que ainda não conseguiu entrar em contacto com o presidente do Haiti, mas que as comunicações estão a melhorar lentamente.

No briefing foi reafirmado que o chefe da Minustah, Hédi Annabi, continua desaparecido e Ban acrescentou que espera e reza para que ele esteja bem.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud