Provavelmente a maior tragédia numa missão de paz da ONU, diz Le Roy

13 janeiro 2010

O subsecretário-geral do Departamento de Manutenção das Operações de Paz, confirmou catorze vítimas mortais e 56 feridos entre o pessoal da organização.

[caption id="attachment_172072" align="alignleft" width="175" caption="Alain Le Roy"]

Ana Ventura Miranda, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O subsecretário-geral do Departamento de Manutenção das Operações de Paz, Alain Le Roy, em conferência de imprensa no final da tarde desta quarta-feira, na sede das Nações Unidas, diz que os acontecimento no Haiti vão ser provavelmente a maior tragédia numa missão de paz das Nações Unidas.

Na conferência foram confirmadas catorze vítimas mortais, 56 feridos, e que já foram evacuadas 7 pessoas, no entanto salientou que os números são provisórios, e provavelmente vão ultrapassar Bagdad.

Resgate

Muitos dos funcionários da organização residiam com as suas famílias no Montana Palace, que também foi gravemente afectado. Esta manhã 10 pessoas foram resgatadas dos escombros com vida.

O Secretário-Geral Assistente para Operações de Manutenção de Paz, Edmond Mulet, a partir de amanhã vai liderar as operações da missão, que segundo Le Roy, vai continuar a funcionar até às eleições como estava previsto.

O Programa da ONU para o Desenvolvimento, Pnud, também presente na conferência de imprensa afirmou que os trabalhos de remoção dos escombros estão a decorrer com lentidão para que não sejam causados mais desmoronamentos.

Foi ainda dito aos jornalistas que está a aumentar a necessidade de água, e que a população tem pedido ajuda aos funcionários da ONU.

Prioridade

Na conferência disseram que prioridade das Nações Unidas é avisar em primeiro lugar as famílias e já estão a ser enviadas equipas de aconselhamento psicológico com especialistas em traumas para prestar aconselhamento tanto às famílias como aos colegas .

O hospital apesar de muito danificado está a funcionar, bem como o aeroporto.

O edifício onde se encontrava a missão da ONU tinha sofrido uma reforma por causas de queixas na entrada do prédio, e para melhorar as saídas de emergência em caso de incêndio.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud