OMS preocupada com o aparecimento de doenças na ilha do Caribe

13 janeiro 2010

A agência da ONU afirmou que a prioridade é a procura e resgate de sobreviventes dos escombros, o tratamento de pessoas com lesões graves e a prevenção de infecções.

[caption id="attachment_174981" align="alignleft" width="175" caption="Foto: OMS"]

Daniela Traldi, da Rádio ONU em Nova Iorque. *

A Organização Mundial da Saúde informou nesta quarta-feira que está a trabalhar com as autoridades locais, outras agências da ONU e parceiros para responder à emergência provocada pelo sismo no Haiti e na República Dominicana.

A OMS afirmou que a prioridade é a procura e resgate de sobreviventes dos escombros, o tratamento de pessoas com lesões graves, a prevenção de infecções provocadas por feridas, saneamento, fornecimento de água potável e a amamentação de bebés.

Danos

A agência da ONU afirma que os abalos provocaram destruição em larga escala em hospitais e centros de saúde.

A Organização Mundial da Saúde alerta que doenças como diarreia e infecções respiratórias serão uma grande preocupação nos próximos dias.

A OMS disse que está a ajudar o governo do Haiti na coordenação dos esforços humanitários internacionais e que vai enviar 12 especialistas em saúde e logística para a ilha do Caribe.

A agência das Nações Unidas confirma que as instalações na capital Porto Príncipe sofreram danos após o terramoto.

*Apresentação: Ana Ventura Miranda, Rádio ONU em Nova Iorque.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud