OMS: Mais de 12 mil mortes por gripe A(H1N1)
BR

31 dezembro 2009

Agência da ONU informa que as áreas mais ativas de transmissão do vírus H1N1 são a região central e leste da Europa; países como Georgia, Montenegro, Ucrânia, Grécia, Polônia, Bulgária, Sérvia e partes da Rússia são os mais afetados.

Daniela Traldi, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização Mundial da Saúde divulgou novo balanço de 2009 com os últimos dados sobre a gripe A(H1N1) no mundo.

Segundo a OMS mais de 208 países, territórios internacionais e comunidades relataram pelo menos 12,220 mortes contabilizadas até 27 de dezembro.

Transmissão

A agência da ONU informa que as áreas mais ativas de transmissão do vírus H1N1 são a região central e leste da Europa. Países como Georgia, Montenegro, Ucrânia, Grécia, Polônia, Bulgária, Sérvia e partes da Rússia são os mais afetados.

A Organização Mundial da Saúde afirma que na Europa Ocidental e leste asiático as transmissões continuam mas o ápice da doença já teria passado.

A atividade da pandemia permanece intensa no norte da África, sul da Ásia e em alguns países da costa do Mediterrâneo, como Algéria, Tunísia e Egito.

Queda

O balanço da OMS indica que houve queda significativa nas transmissões na América do Norte, principalmente nos Estados Unidos.

Segundo a agência da ONU a pandemia permanece espalhada pelas Américas Central e do Sul e pelo Caribe, mas as taxas da gripe A(H1N1) continuam em declínio na região.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud