Monuc: capacetes azuis protegem congoleses todos os dias (Português África)

29 dezembro 2009

Missão da ONU na República Democrática do Congo afirma que relatório de organização não-governamental põe de lado o papel crucial da Monuc na protecção diária de dezenas de milhares de civis, muitas vezes em zonas remotas.

Ana Ventura Miranda, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O representante especial do Secretário-Geral da ONU para a República Democrática do Congo, Alan Doss, afirmou que a missão das Nações Unidas no país, Monuc, garante os direitos humanos de milhares de pessoas todos os dias.

Em artigo publicado nesta segunda-feira no jornal americano The Washington Time, ele contestou críticas da organização não-governamental Human Rights Watch, que afirma que os capacetes azuis são ‘cúmplices' de abusos cometidos pelo exército congolês.

Violações

No texto Alan Doss disse que o relatório da ONG põe de lado o papel crucial da Monuc na protecção diária de dezenas de milhares de civis, muitas vezes em zonas remotas.

Ele sublinhou que a missão tem ajudado o exército nacional, Fardc, evitando que os rebeldes voltem a controlar áreas que anteriormente estavam sobre o seu controlo.

A semana passada, o Conselho de Segurança reiterou a sua posição perante a Monuc para que usem de todos os meios necessários para proteger os civis de ameaças quer dos rebeldes ou dos soldados do exército do governo.

Investigação

A missão informa que tem investigado e denunciado publicamente incidentes que envolveram acções incorrectas da Fardc, bem como as suas deficiências de comando e controlo.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, tinha já afirmado no princípio de Dezembro, que a Monuc tem suspendido o apoio logístico às unidades da Fardc quando há evidências suficientes de que as suas operações poderão ir contra os direitos humanos.

A presença militar da Monuc na área tem vindo a crescer, com 700 tropas situadas no distrito de Ubanqui Sul e espera-se que mais capacetes azuis cheguem nos próximos dias.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud