Investigações de abuso sexual cometidos por capacetes azuis (Português África)

29 dezembro 2009

Estatística da ONU sobre conduta incorrecta de capacetes azuis passou a estar disponível no site da Unidade de Conduta e Disciplina; os dados revelam alegações de falta de conduta cometidas por funcionários civis e militares de várias missões.

[caption id="attachment_166076" align="alignleft" width="175" caption="Capacetes azuis da ONU "]

Daniela Traldi, da Rádio ONU em Nova Iorque*.

A ONU divulgou estatísticas envolvendo exploração sexual e abusos cometidos por capacetes azuis nos últimos três anos.

Os dados, que eram confidenciais, passaram a estar disponiveís no site da Unidade de Conduta e Disciplina das Nações Unidas, CDU na sigla inglesa.

Implementação

Os números revelam alegações de falta de conduta cometidas por funcionários civis e militares de várias missões da ONU entre 2007 e 2009.

Só este ano foram registadas 132 investigações de casos de abuso e exploração sexual, com 18 denúncias comprovadas.

Segundo a Unidade de Conduta e Disciplina, o novo conteúdo satisfaz resolução da Assembleia Geral, que pede implementação de programa de divulgação eficaz para explicar a política da ONU em relação a casos que envolvem pessoal de manutenção da paz.

‘Tolerância zero'

A política de ‘tolerância zero' da organização surgiu em 2004, quando o ex-Secretário-Geral da ONU, Kofi Annan recebeu um relatório com acusações de abusos na República Democrática do Congo.

Na altura, o texto revelou que pagamentos de abusos variavam de dois ovos a U$5 por encontro com as vítimas, muitas órfãs e analfabetas.

Os dados estão disponíveis no site: http://cdu.unlb.org

*Apresentação: Ana Ventura Miranda, da Rádio ONU em Nova Iorque.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud