Queda no número de refugiados afegãos que retornam ao país (Português Brasil)

29 dezembro 2009

Acnur diz que mais de 1,8 milhão de refugiados voltaram ao Afeganistão logo após a queda do grupo Talebã em 2002; o maior desafio para essas pessoas é encontrar moradia e condições básicas de saúde e educação no país.

[caption id="attachment_173404" align="alignleft" width="175" caption="Inverno no Afeganistão"]

Daniela Traldi, da Rádio ONU em Nova York*.

O número de refugiados afegãos que retornaram ao país vindos do Paquistão e do Irã caiu em 2009 para o menor nível dos últimos oito anos.

Segundo informação do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, cerca de 4,4 mil famílias voltaram, procedentes do Paquistão, de março a dezembro.

Guerra

Cerca de seis milhões de pessoas deixaram o Afeganistão nos anos 80 e 90 por causa da guerra. Mais de 1,8 milhão de refugiados retornaram ao país logo após a queda do grupo Talebã em 2002, mas apenas 278 mil indivíduos voltaram em 2008.

O Acnur afirma que o maior desafio para essas pessoas é encontrar moradia e condições básicas de saúde e educação no Afeganistão, e que milhares de famílias receberam terra e assistência nos últimos anos.

A Alto Comissariado revela que ajudou a construir 190 mil casas desde 2002 e que mais 10 mil famílias serão beneficiadas ano que vem.

Crianças

A representante do Acnur no Afeganistão, Ewen MacLeod, disse que esses refugiados também precisam de acesso às escolas para as crianças.

MacLeod afirmou que há previsão de um número significativo de retornos em 2010.

*Apresentação: Eduardo Costa Mendonça, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud