ONU condena morte de funcionário em Kandahar

28 dezembro 2009

Directora-executiva do PMA afirmou estar chocada com o atentado suicida que vitimou um funcionário do Programa Mundial de Alimentos na véspera de Natal no Afeganistão; segundo agência da ONU o funcionário estava entre as oito vítimas fatais do ataque.

Daniela Traldi, da Rádio ONU em Nova Iorque*.

A directora-executiva do Programa Mundial de Alimentos, Josette Sheeran, disse estar chocada e triste com a morte de um funcionário da agência da ONU no Afeganistão.

Segundo comunicado do PMA, ele foi vítima de um atentado suicida na véspera de Natal na cidade de Kandahar.

Afegão

O Programa Mundial de Alimentos informa que o corpo do funcionário foi reconhecido por um parente no domingo e que, para a protecção de familiares, a sua identidade não será divulgada.

Josette Sheeran afirmou que a coragem e compromisso da vítima contribuíram para o fornecimento de assistência alimentar aos famintos do sul do país.

Ele era afegão, tinha 24 anos e foi contratado pelo PMA em julho como segurança de armazém.

Oito vítimas

Segundo a agência da ONU o funcionário estava entre as oito vítimas fatais de um ataque à bomba realizado no centro de Kandahar na noite de 24 de dezembro.

O PMA informa que ele estava de folga no momento da explosão e que passava de moto quando a bomba explodiu. O corpo será levado para o Paquistão, onde mora a família.

*Apresentação: Ana Ventura Miranda, da Rádio ONU em Nova Iorque.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud