Abordagem diferente em Gaza é questão urgente, diz Ban
BR

28 dezembro 2009

Ban Ki-moon ressaltou que poucos elementos fundamentais para a estabilidade na região foram colocados em prática; em 27 de dezembro de 2008 Israel colocou em prática a Operação Chumbo.

Daniela Traldi, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU Ban Ki-moon expressou forte preocupação neste domingo sobre a situação na Faixa de Gaza. Ele disse que nem as questões que levaram ao conflito nem suas consequências foram abordadas.

Em mensagem emitida por seu porta-voz, um ano após o início da ofensiva israelense, Ban afirmou que há uma sensação de falta de esperança para 1,5 milhão de palestinos, metade com menos de 18 anos de idade.

Ligados

O Secretário-Geral lembrou que o destino e o bem-estar dessas pessoas estão intimamente ligados aos israelenses. Em 27 de dezembro de 2008 Israel colocou em prática a Operação Chumbo, com 22 dias de ataques militares consecutivos contra Gaza.

Ban Ki-moon ressaltou que poucos elementos fundamentais para a estabilidade foram colocados em prática.

Ele mencionou que a violência esteve em níveis baixos este ano mas incidentes continuam e não há cessar fogo duradouro.

Abordagem

Ban afirmou que a quantidade e a qualidade dos mantimentos humanitários que entram em Gaza não são suficientes, que as reconstruções estão paralisadas e que os moradores tem direitos humanos básicos negados.

Ele disse que uma abordagem diferente na região é urgente e necessária. O Secretário-Geral pediu que Israel suspenda o bloqueio em Gaza e facilite a atividade econômica.

Ban Ki-moon também pediu aos militantes do Hamas que encerrem a violência e respeitem as leis internacionais.

*Apresentação: Eduardo Costa Mendonça, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud