Tailândia deve suspender planos de deportação, diz ONU
BR

24 dezembro 2009

Alto comissário das Nações Unidas faz apelo pela suspensão do retorno involuntário ao Laos de 4 mil refugiados da etnia Lao Hmong; ele informou que os tailandeses pretendem realizar as expulsões antes do fim do ano.

Daniela Traldi, da Rádio ONU em Nova York.

O alto comissário da ONU para Refugiados, António Guterres, fez um apelo nesta quinta-feira para que o governo da Tailândia interrompa os planos de deportação de cerca de 4 mil pessoas ao Laos.

Em nota, ele lembrou que os tailandeses tem a responsabilidade e obrigação internacional de garantir que o retorno desses indivíduos seja realizado de forma voluntária.

Risco

Os refugiados pertencem à etnia Lao Hmong. Segundo Guterres, se o governo da Tailândia proceder de maneira diferente coloca em risco a proteção dessas pessoas e dá um exemplo internacional muito grave.

O alto comissário informou que os tailandeses pretendem expulsar os Lao Hmongs antes do fim do ano mediante um acordo bilateral com o Laos.

De acordo com Guterres a Tailândia tem longa história como um dos principais países para asilo no sudeste asiático. Ele relatou que esforços anteriores foram feitos para a busca de soluções pacíficas para os retornos voluntários.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud