Pnud distribui bilhetes de identidade a 1 milhão de burundeses

24 dezembro 2009

Campanha vai permitir a todos os eleitores do país exercerem o seu direito cívico nas eleições de Maio de 2010; elevados custos administrativos dificultaram no passado a obtenção de cartões de identidade por parte dos mais pobres.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Uma campanha apoiada pelo Programa da ONU para o Desenvolvimento, Pnud, vai distribuir bilhetes de identidade a 1 milhão de pessoas no Burundi, permitindo a sua participação nas eleições de Maio de 2010.

A iniciativa foi lançada no dia 21 de Dezembro e visa registar burundeses com mais de 18 anos de idade.

Direito Cívico

Elevados custos administrativos e atrasos dificultaram no passado a obtenção de cartões de identidade por parte dos mais pobres.

O ministro do interior do Burundi, Edouard Nduwimana, disse que a campanha irá permitir aos cidadãos do país exercerem o seu direito cívico, registando para votar e elegendo os seus candidatos.

O programa visa particularmente mulheres que vivem em áreas rurais e grupos vulneráveis ou isolados.

O processo de obtenção do bilhete de identidade levará um dia. O Pnud está a fornecer assistência aos centros emissores do documento em 129 distritos.

Uma nota da agência das Nações Unidas indica que a iniciativa tem o apoio de governadores das províncias, presidentes de câmaras, partidos políticos, sociedade civil e meios de comunicação social.

Fraude

O ministério do Interior escreveu aos governadores pedindo-os que desencoragem a fraude, distribuindo os cartões apenas a cidadãos burundeses.

2010 será um ano chave para o processo de eleições naquela pequena nação da África Central. Pela primeira vez na história do país, um ciclo eleitoral será concluido sem qualquer perturbação.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud