Ocha faz apelo de US$ 177 milhões para o Iémen

14 dezembro 2009

O montante irá permitir a agências das Nações Unidas e a ONGs nacionais e internacionais fornecer assistência às populações afectadas e contribuir para a estabilização do país em 2010.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Escritório da ONU de Assistência Humanitária, Ocha, fez esta segunda-feira um apelo de mais de US$ 177 milhões para satisfazer as necessidades básicas de sobrevivência de cerca de 1,6 milhão de pessoas no Iémen.

O norte do país tem sido afectado nos últimos meses pela escalada do conflito entre tropas governamentais e rebeldes.

Pobreza Generalizada

O montante irá permitir a agências das Nações Unidas e a ONGs nacionais e internacionais fornecer assistência às populações afectadas e contribuir para a estabilização do Iémen em 2010.

A coordenadora humanitária da ONU no país, Pratibha Mehta, disse que as necessidades do Iémen são sérias e estão a crescer. Ela adiantou que as Nações Unidas receiam que importantes ganhos de desenvolvimento estejam em risco.

Um comunicado do Ocha indica que o Iémen é um país com fracas infraestruturas, pobreza generalizada, alta taxa de desemprego, um rápido crescimento populacional e carência gritante de comida.

A dramática situação humanitária foi exacerbada pelo recomeço de confrontos entre forças governamentais e rebeldes Al Houthi, em Agosto. O conflito continua na província de Saada, no norte, perto da fronteira com a Arábia Saudita.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud