Convênio entre FAO e Brasil vai monitar alterações do clima
BR

10 dezembro 2009

Parceria entre a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais do Brasil, Inpe, estabelece as bases para o maior estímulo de controle do impacto das mudanças climáticas nos países em desenvolvimento.

Daniela Traldi, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, assinou um acordo nesta quinta-feira com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais do Brasil, Inpe, para o trabalho conjunto de elaboração de relatórios e medição de emissão de gases de efeito estufa.

Segundo a FAO a parceria estabelece as bases para o maior estímulo ao monitoramento do impacto das mudanças climáticas nos países em desenvolvimento.

Controle

O controle das florestas é parte essencial do Programa da ONU de Redução das Emissões de Carbono em Países em Desenvolvimento, o UN-Redd.

A FAO afirma que muitas dessas nações vão precisar investir em monitoramento antes de se juntarem ao projeto, já que os sistemas atuais não são precisos e não preenchem as normas estabelecidas pelo UN-Redd.

Segundo a agência da ONU, o trabalho do Inpe abre caminho para um controle em larga escala quanto ao desmatamento e a degradação das florestas, e fornece dados exatos ao público.

Com o acordo, os resultados e os sistemas de monitoramento brasileiros estarão disponíveis para outros países.

A parceria foi assinada pelo diretor-geral da FAO, Jacques Diouf, e pelo chefe do Inpe Gilberto Câmara.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud