Dois capacetes azuis da Unamid mortos em Darfur

4 dezembro 2009

Um comunicado da missão conjunta da ONU e da UA diz que os dois militares eram do Ruanda; 17 capacetes azuis já morreram na província sudanesa desde a criação da Unamid em Janeiro de 2008.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Dois capacetes azuis da missão conjunta da ONU e da União Africana em Darfur, Unamid, foram mortos e vários outros ficaram feridos num ataque perpetrado esta sexta-feira por homens não identificados.

Um comunicado da missão indica que as vítimas eram de nacionalidade ruandesa. O ataque ocorreu quando os militares apanhavam água numa área situada no norte da província.

Emboscada

O ataque eleva para 17 o número de capacetes azuis da Unamid mortos em confrontos desde que o início da missão em Janeiro de 2008.

O incidente mais sangrento ocorreu em Julho do ano passado quando uma patrulha conjunta que incluía militares e polícias sofreu uma emboscada por parte de cerca de 200 atacantes em Darfur Norte, resultando na morte de sete capacetes azuis.

O ataque desta sexta-feira segue-se a um incidente registado em Outubro quando três militares da Unamid foram feridos por homens não identificados no Darfur Ocidental.

O comunicado indica que os soldados mortos e feridos foram evacuados para El Fasher, a capital de Darfur Norte, onde se encontra a sede da missão.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud