Mutação do vírus H1N1 deve ser monitorada, diz OMS

23 novembro 2009

A Organização Mundial da Saúde foi notificada por cientistas noruegueses sobre uma variação da gripe encontrada em análises feitas em duas pessoas que morreram e uma que está em estado grave; amostras coletadas em outros 70 pacientes na Noruega não detectaram a mutação.

Daniela Traldi da Rádio ONU em Nova Iorque*.

O Instituto de Saúde Pública da Noruega detectou uma mutação do A(H1N1) em três pessoas infectadas pelo vírus, de acordo com comunicado emitido na última sexta-feira pela Organização Mundial da Saúde.

A OMS informa que foi notificada que a mutação foi descoberta em duas pessoas que morreram da gripe, e em um terceiro paciente que está em estado grave.

Amostras

Segundo a agência da ONU, cientistas noruegueses analisaram amostras de mais de 70 pacientes que tem o vírus e nenhuma outra variação foi descoberta, o que indica que ela não se espalhou pelo país.

O monitoramento realizado por laboratórios clínicos em todo o mundo indica que uma mutação similar foi detectada em vários outros locais, como Brasil, China, Japão, México, Ucrânia e Estados Unidos.

A OMS destaca que ainda está a analisar a mutação, mas que não há indícios que sugerem que ela está contribuindo para um aumento das infeçcões provocadas pelo vírus, como disse à Rádio ONU, de Washington, o especialista da Organização Pan Americana de Saúde, doutor Jarbas Barbosa.

Saúde Pública

"É importante manter esse monitoramento para que tenhamos certeza que o vírus continua estável, mas até aqui todas as mutações que foram identificadas em México, Brasil, agora na Europa, Estados Unidos, são todas consideradas dentro dessa faixa que não alteram características importantes do vírus e que por isso continua sendo considerado como um vírus estável", afirmou.

A Organização Mundial da Saúde informa que vai continuar a monitorar o vírus da gripe A(H1N1) para determinar se há outras mudanças que possam provocar algum impacto na saúde pública mundial.

*Apresentação: Carlos Araújo, Rádio ONU, Nova Iorque.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud