Comunidade humanitária sob pressão, diz ONU

19 novembro 2009

As mudanças climáticas estão a colocar enormes pressões sob a comunidade humanitária. Declarações feitas pela Cruz Vermelha e Crescente Vermelho no primeiro encontro global do género em África.

João Duarte, da Rádio ONU em Londres.

Um relatório da Cruz Vermelha publicado três semanas antes do início da Cimeira da ONU sobre Mudanças Climáticas afirma que os desastres provocados por alterações climáticas estão a colocar as organizações de auxílio humanitário debaixo de enormes pressões.

Efeitos

O documento intitulado "Acreditar na Humanidade" foi divulgado na abertura do encontro que reúne em Nairobi no Quénia delegados de 186 organizações nacionais da Cruz Vermelha e Crescente Vermelho.

Falando na abertura do encontro, o director-executivo do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Pnuma, afirmou que já são visíveis os efeitos das alterações climáticas e que ignorar o que se passa vai aumentar as tensões sobre recursos naturais já de si escassos.

Prioridades

Para o director-executivo do Pnuma, desastres e conflitos são uma das áreas de intervenção prioritária da sua organização a qual actua em mais de 40 países, frequentemente em colaboração com outras organizações tais como a Cruz Vermelha.

Desde 1999 que o Pnuma tem vindo a responder aos impactos ambientais de conflitos e desastres em mais de 25 países.

Numa das suas acções mais recentes, ao avaliar a situação no Sudão, o Pnuma relacionou problemas ambientais como a degradação das terras e desflorestação com as possibilidades de paz a longo prazo, segurança alimentar e desenvolvimento sustentável.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud