Tribunal entrega prisão ao governo da Serra Leoa

17 novembro 2009

Tribunal Especial da ONU para a Serra Leoa aproxima-se do fim do mandato e entrega centro de detenção às autoridades leonesas para integração no sistema prisional nacional.

João Duarte, da Rádio ONU, em Londres.

A missão do Tribunal Especial da ONU para a Serra Leoa está praticamente cumprida. O organismo, apoiado pelas Nações Unidas, estava encarregado de julgar as atrocidades cometidas durante os dez anos de guerra civil no país.

A fim de assinalar a conclusão do processo, o tribunal entregou ao estado serra-leonês esta segunda-feira um centro de detenção de mulheres.

Julgamento

No mês passado, o Tribunal emitiu a sua última sentença. Oito mulheres detidas pelo tribunal foram julgadas e condenadas, tendo sido transferidas para o Ruanda onde cumprirão as suas penas respectivas.

O último julgamento envolve o antigo presidente liberiano, Charles Taylor. Por razões de segurança, o julgamento foi transferido para Haia, na Holanda.

O Tribunal Especial é um órgão independente estabelecido em 2002 pelo governo serra-leonês e a ONU. O seu mandato original abrange o julgamento de todos os responsáveis pelas atrocidades cometidas na Serra Leoa após 30 de Novembro de 1996.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud