Cruz Vermelha suspende atividades no leste do Chade
BR

13 novembro 2009

O Escritório da ONU para Assistência Humanitária, Ocha, informou que medida foi tomada após graves atos de banditismo nas duas últimas semanas na região; a área tem sido palco de uma grave crise humanitária causada pelas repercussões do conflito na província sudanesa de Darfur.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova York*.

O Escritório da ONU para Assistência Humanitária, Ocha, disse nesta sexta-feira, que graves atos de banditismo nestas últimas duas semanas estão afetando a continuidade das operações de emergência no Chade.

Durante esse período, um funcionário estrangeiro da Cruz Vermelha Internacional foi raptado enquanto um trabalhador nacional da ONG "Solidariedade" foi morto.

Ataques

A porta-voz do órgão, Elisabeth Byrs, informou a jornalistas em Genebra, na Suíça, que esses ataques levaram cinco organizações não-governamentais e a Cruz Vermelha a suspenderem temporariamente as suas atividades no leste do Chade.

O Ocha indicou que a missão das Nações Unidas no Chade e na República Centro-Africana, Minurcat, e o governo do país estão trabalhando para aumentar a segurança na região.

Mais de 70 agências humanitárias fornecem assistência a cerca de 256 mil refugiados sudaneses, 168 mil deslocados e 700 mil pessoas locais no leste daquela nação africana.

A área tem sido palco de uma grave crise humanitária causada pelas repercussões do conflito na província sudanesa de Darfur.

Estabilidade

No seu último relatório sobre a situação no Chade e na República Centro-Africana, divulgado mês passado, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, sublinhou que a paz e a estabilidade duradouras na região dependem da resolução de conflitos internos nos dois países.

Ele destacou ainda que os acordos assinados entre as duas nações em Doha, em Maio, e em Dakar, um mês antes, nunca foram implementados.

*Apresentação: Daniela Traldi, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud