ONU encoraja presença de chefes de Estado na Dinamarca

12 novembro 2009

Ban Ki-moon disse acreditar que a participação directa de líderes mundiais é essencial para um consenso sobre as questões centrais referentes ao aquecimento global.

Carlos Araújo, da Rádio ONU, em Nova Iorque.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, saudou nesta quinta-feira o convite feito pelo primeiro-ministro da Dinamarca, Lars Lokke Rasmussen, a chefes de Estado e representantes de governos para participarem nos últimos dias da conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas.

Em nota emitida pela sua porta-voz, Ban disse acreditar que a participação directa de líderes mundiais é essencial para um consenso sobre as questões centrais referentes às alterações climáticas.

Dinâmica Política

O Secretário-Geral encorajou fortemente chefes de Estado e representantes de governos a comparecerem ao evento nos dias 17 e 18 de Dezembro.

Ele afirmou ser fundamental manter a dinâmica política ao mais alto nível e vinda de todos os sectores da sociedade.

Ban Ki-moon realçou que continua optimista de que um acordo ambicioso, justo e efectivo pode ser alcançado em Compenhaga.

Numa conferência de imprensa em Washington na última terça-feira, após encontro com líderes do congresso americano, Ban advertiu que as consequências de um fracasso em Compenhaga serão mais pesadas do que o custo do combate às alterações climáticas.

A conferência da ONU sobre Mundanças Climáticas decorre de 7 a 18 de Dezembro na Dinamarca. O protocolo de Kyoto expira em 2012.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud