OMS: mundo não deve subestimar gripe A(H1N1)
BR

5 novembro 2009

Organização Mundial da Saúde garante que a vacina é segura, mas há a preocupação de que notícias contraditórias resultem em ceticismo público sobre a segurança da imunização; pelo menos 20 países já deram início a campanhas públicas de vacinação.

Daniela Traldi, da Rádio ONU, em Nova York.

A Organização Mundial da Saúde emitiu alerta nesta quinta-feira com apelo para que a população mundial não subestime o impacto que o vírus H1N1 pode provocar à saúde.

A OMS afirma que, apesar da gripe ter se mantido em níveis leves em muitos países, a vacinação tem sido vital na prevenção de infecções de grupos de alto risco.

Risco

A agência da ONU garante que a vacina é segura mas há a preocupação de que a rápida propagação de notícias conflitantes resulte em ceticismo público sobre a segurança da imunização.

Segundo o doutor Keiji Fukuda, da OMS, está claro que o vírus H1N1 pode levar a sérias condições de saúde e à morte daqueles que estão cronicamente doentes, das mulheres grávidas e dos jovens.

De acordo com o médico pelo menos 20 países já deram início a campanhas públicas de vacinação.

Distribuição

A OMS ressalta que ainda aguarda meios para a distribuição de 200 milhões de doses em pelo menos 95 países em desenvolvimento.

Segundo a agência da ONU esses países não tem capacidade financeira de acesso às vacinas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud