Ban anuncia membros da comissão à Guiné Conacri

30 outubro 2009

A equipa será presidida pelo argelino Mohamed Bedjaoui, que já foi ministro dos Negócios Estrangeiros e embaixador do seu país na França e nas Nações Unidas; comissão vai investigar incidentes sangrentos de 28 de Setembro.

[caption id="attachment_172036" align="alignleft" width="175" caption="Ban Ki-moon"]

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A comissão internacional de inquérito que vai investigar a violenta repressão que matou mais de 150 pessoas na Guiné Conacri, em Setembro, será formada por três proeminentes juristas.

O anúncio foi feito esta sexta-feira, em Nova Iorque, pela porta-voz do Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon.

Manifestação Pacífica

A comissão será presidida pelo argelino Mohamed Bedjaoui, que já foi ministro dos Negócios Estrangeiros e embaixador do seu país na França e nas Nações Unidas. Ele foi também juiz no Tribunal Internacional de Justiça em Haia.

Os dois outros membros da equipa são Françoise Kayiramirwa, antiga ministra dos Direitos Humanos e da Solidariedade Social do Burundi e Pramila Patten das Maurícias, que pertence ao Comité da ONU para a Eliminação de todas as Formas de Discriminação contra Mulheres.

Os membros da comissão viajarão brevemente para Nova Iorque para se reunirem com Ban Ki-moon e depois seguirão para Genebra e Conacri, onde vão investigar os eventos de 28 de Setembro.

Na ocasião, as forças de segurança dispararam contra uma manifestação pacífica da oposição, matando mais de 150 civis e ferindo centenas de outras. A ONU recebeu também relatos de que mulheres foram violadas e que membros da oposição foram presos de forma arbitrária.

Apoio Generalizado

As Nações Unidas afirmam haver um apoio generalizado dentro da nação oeste-africana para a realização do inquérito.

O capitão Moussa Camara, que assumiu o poder em Dezembro após a morte do presidente Lansana Conte, convidou a comissão a começar o seu trabalho o mais depressa possível.

*Apresentação: Carlos Araújo, Rádio ONU, Nova Iorque.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud