PMA distribui recibo eletrônico para iraquianos
BR

27 outubro 2009

Projeto piloto usa tecnologia de celular para validar autorização de retirada de alimentos em lojas de Damasco; mais de 1 milhão de refugiados vivem no país.

Daniela Traldi, da Rádio ONU, em Nova York.

Refugiados iraquianos na Síria não vão mais precisar ficar na fila de donativos de alimentação. O Programa Mundial de Alimentos, PMA, anunciou nesta terça-feira um projeto piloto inédito de recibo eletrônico de comida.

É o primeiro programa no mundo a usar tecnologia de telefone celular para esse fim. Cerca de mil famílias iraquianas que vivem na capital Damasco devem ser beneficiadas.

Projeto

As famílias cadastradas irão receber uma mensagem de texto e um código nos celulares para retirar o valor total ou parcial da chamada ‘autorização eletrônica' em lojas selecionadas.

Os iraquianos poderão trocar a autorização por alimentos como arroz, farinha de trigo, lentilha, grão-de-bico, oléo, peixe enlatado, ovos e queijo, ítens que geralmente não estão incluídos em cestas básicas convencionais.

Segundo o diretor do PMA na Síria, Muhannad Hadi, ‘as pessoas não terão mais que esperar na fila ou viajar longas distâncias até centros de distribuição'. Outra vantagem, de acordo com Hadi, é ‘uma dieta mais diversificada, baseada em escolhas e preferências pessoais'.

Parceria

O projeto piloto deve durar quatro meses e foi desenvolvido pela agência da ONU em parceria com o governo sírio e com a empresa de telefonia MTN.

Cada família irá receber um recibo por pessoa equivalente a US$22, quase R$40, a cada dois meses. O balanço das transações também será informado por mensagem de texto via celular.

Mais de 1,2 milhão de refugiados iraquianos vivem na Síria, segundo dados do governo do país. Cerca de 130 mil recebem regularmente assistência do Programa Mundial de Alimentos.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud