Venda de telefones móveis em África não foi afectada pela crise

22 outubro 2009

Relatório da Unctad aponta que entre 2003 e 2008, o número de telemóveis no continente subiu quase 550%; mas documento indica que aumenta a disparidade no acesso a banda larga entre os países ricos e os pobres.

Maria Cláudia Santos, da Rádio ONU em Nova Iorque .*

Algumas áreas do sector de Tecnologia da Informação e Comunicação estão a reagir bem à desaceleração económica global, mas outras tem sido muito afectadas.

Essa é uma das conclusões de um relatório divulgado nesta quinta-feira pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento, Unctad. O documento avaliou tendências e perspectivas da área em tempos de turbulência económica.

Computadores

A agência da ONU revela que as exportações de computadores e dispositivos electrónicos foram muito atingidas pela crise.

O documento da Unctad também traz dados sobre a disparidade entre o acesso a banda larga nos países ricos e nos pobres, factor que dificulta o progresso económico no mundo em desenvolvimento.

Segundo o relatório, uma pessoa num um país desenvolvido tem 200 vezes mais chances de usar a internet rápida do que alguém que vive num país pobre.

Banda Larga

O relatório destaca que um aumento significativo na venda de telefones móveis em África. Mas o continente fica atràs no acesso a banda larga.

Entre 2003 e 2008, o número de telemóveis no continente subiu quase 550%. No entanto, a maioria das outras regiões em desenvolvimento apresentam uma penetração de banda larga dez vezes superior à da África.

*Apresentação: Carlos Araújo, Rádio ONU, Nova Iorque.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud