Angolanos expulsos da RD Congo

21 outubro 2009

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Cerca de 30 mil angolanos expulsos recentemente da República Democrática do Congo encontram-se numa situação difícil e necessitam de assistência humanitária em vários locais em redor da cidade de Mbanza Congo, no norte do país.

O alerta foi lançado esta semana pelo Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur, que visitou a área este fim de semana.

Segundo uma avaliação preliminar da agência, eles estão a viver em três centros de recepção super-lotados em Cuimba e Mama Rosa, a menos de 30 km da fronteira com o Congo.

Os acampamentos necessitam de tendas, comida, medicamentos e infraestruturas de saneamento básico. O fornecimento de água é também insuficiente.

A oficial de protecção do Acnur, Yolande Ditwig, integrou a equipa da agência que visitou os campos. Ela conversou com a Rádio ONU no seu regresso a Luanda.

Oiça a entrevista.  Tempo total 6'03"

Yolande Ditwig - Parte 1

Yolande Ditwig - Parte 2

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud