Atraso na reforma da lei eleitoral iraquiana preocupa ONU
BR

21 outubro 2009

Parlamento adiou a decisão sobre o assunto; demora pode atrapalhar os preparativos para as eleições de janeiro de 2010.

Pollyana de Moraes, da Rádio ONU em Nova York.*

O representante especial da ONU no Iraque, Ad Melkert, manifestou nesta quarta-feira preocupação sobre o atraso nas alterações da lei eleitoral do país, em vigor desde 2005.

Em comunicado divulgado pela Missão de Assistência das Nações Unidas no Iraque, Unami, Melkert disse que a demora na ratificação das emendas pode atrapalhar os preparativos para as próximas eleições parlamentares, marcadas para o dia 16 de janeiro.

Comissão Eleitoral

Há duas semanas, o Conselho Representativo do país adiou a decisão sobre o assunto.

Alguns membros não concordaram com as propostas apresentadas e declararam que preferem, antes, avaliar a Comissão Eleitoral Independente, designada para organizar o processo eleitoral.

O representante da ONU afirmou que o Parlamento tem a responsabilidade de atender o desejo do povo iraquiano de eleger novos representantes nas eleições do ano que vem.

Para que isso aconteça, Melkert pediu que os parlamentares reconheçam a importância das eleições e que superem quaisquer desacordos que possam atrapalhar o andamento do processo.

*Apresentação: Daniela Traldi, da Rádio ONU, em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud