Peritos africanos debatem população e desenvolvimento

20 outubro 2009

Durante quatro dias, mais de 250 participantes irão rever em Addis-Abeba, a implementação das recomendações da Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento, que decorreu na capital egípcia em 1994.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Ministros, especialistas e representantes da sociedade civil e de organizações ligadas à população e desenvolvimento iniciaram esta terça-feira uma reunião em Addis-Abeba, na Etiópia, para reverem os 15 anos da adopção da Plano de Acção do Cairo.

O encontro é organizado pela Comissão Económica da ONU para África, ECA, pela Comissão da União Africana e pelo Fundo das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Unfpa.

Mortalidade Materna

Durante quatro dias, os mais de 250 participantes irão debater a implementação das recomendações da Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento, que decorreu na capital egípcia em 1994.

A vice-secretária executiva da ECA, Lalla Ben Barka, disse na cerimónia de abertura que poucos progressos foram alcançados nas áreas de redução da pobreza, erradicação da fome, mortalidade materna e exclusão social.

Um relatório elaborado a partir de informações fornecidas por 43 Estados africanos servirá de base aos debates.

A vice-directora do escritório do Unfpa para África, Lina Mousa, elogiou os esforços de muitos países do continente na implementação das recomendações do Plano de Acção do Cairo.

Ela realçou, porém, que o desenvolvimento social continua a ser um tema não prioritário na região, atrasando a capacidade de muitas nações alcançarem as metas do milénio.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud