Ocha: 5 mil mulheres violadas na RD Congo em 2009 (Português África)

19 outubro 2009

Agência da ONU alerta também para a continuação de ataques nocturnos contra civis na região leste do país; órgão pediu o fim imediato dos abusos e o julgamento dos principais responsáveis pelas atrocidades.

[caption id="attachment_170757" align="alignleft" width="175" caption="Número é alarmante "]

Maria Cláudia Santos, da Rádio ONU em Nova Iorque*.

Mais de 5 mil mulheres foram vítimas de violações sexuais na República Democrática do Congo somente nos primeiros seis meses deste ano.

Este número alarmante foi anunciado nesta segunda-feira pelo Escritório da ONU de Assistência Humanitária, Ocha, que também denuncia a continuação de ataques nocturnos contra civis na conturbada região leste do país.

Ajuda Humanitária

A agência alerta que no início deste mês foram registados cinco casos de violação sexual de mulheres. Uma das vítimas foi morta por homens armados, que se pensa pertencerem ao exército governamental na área de Bunyakiri, província de Kivu Sul. As quatro sobreviventes estão a ser tratadas num centro de saúde.

O Ocha reiterou o seu pedido para o fim imediato dos abusos e o julgamento dos principais responsáveis.

Enquanto isso, outra agência da ONU, o Alto Comissariado para os Refugiados, Acnur, informa que cerca de 110 mil deslocados na província de Kivu Norte regressaram às suas zonas de origem nos últimos dois meses.

No entanto, 980 mil ainda necessitam de ajuda humanitária. Eles foram expulsos de suas casas pelos combates entre o exército e os grupos armados, incluindo os rebeldes hutus.

Produção Agrícola

Agências da ONU têm fornecido rações alimentares e ferramentas agrícolas a deslocados de Kivu Norte.

Já na província de Katanga, no sul do país, a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, e o Programa Alimentar Mundial, PAM, lançaram um projecto destinado a aumentar a produção agrícola e facilitar o acesso aos mercados para agricultores locais. Cerca de 4 mil pequenos agricultores serão beneficiados.

*Apresentação: Carlos Araújo, Rádio ONU, Nova Iorque.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud