Tsunami deixa mais de 3 mil desabrigados nas Ilhas Samoa
BR

7 outubro 2009

Ocha, OMS e Unicef estão presentes nas ilhas do Pacífico para oferecer ajuda humanitária à população afetada.

Pollyana de Moraes, da Rádio ONU em Nova York.*

O Escritório das Nações Unidas para Assistência Humanitária, Ocha, informou nesta quarta-feira que mais de três mil habitantes das Ilhas Samoa, no Oceano Pacífico, precisaram abandonar suas casas após as inundações provocadas por um tsunami na última semana.

Segundo a agência, os tremores de terra e as ondas gigantes que atingiram a região causaram a morte de 137 pessoas e deixaram outras 310 feridas.

Infraestrutura

O governo local informou também que os prejuízos em infraestrutura pública e privada atingiram um custo de US$ 150 bilhões.

Além do Ocha, outros órgãos da ONU, como a Organização Mundial da Saúde, OMS, e o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, trabalham em parceria com as autoridades locais para ajudar no restabelecimento de serviços básicos à população e para oferecer apoio logístico na distribuição de ajuda humanitária.

Equipes das Nações Unidas também estão presentes na Ilha de Tonga, onde um outro tsunami deixou mais de 300 pessoas desabrigadas na última semana. Segundo as agências, abrigo e água limpa são as maiores necessidades dos sobreviventes.

*Apresentação: Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud