Reunião de Abidjan discute corredor de biodiversidade

5 outubro 2009

Encontro de dois dias na Côte d\'Ivoire integra-se na iniciativa transnacional lançada pela Parceria para a Sobrevivência dos Grandes Macacos, e a Fundação para os Chimpanzés Selvagens, dois órgãos apoiados pela ONU.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Um plano para desenvolver um corredor de biodiversidade ao longo da fronteira entre a Côte d'Ivoire e a Libéria estará no centro das discussões que terão lugar esta semana em Abidjan.

A reunião de dois dias, organizada pelo ministério marfinhense do Meio Ambiente, Águas e Florestas, terá início esta segunda-feira. Ela integra-se na iniciativa transnacional lançada pela Parceria para a Sobrevivência dos Grandes Macacos, Grasp na sua sigla em inglês e a Fundação para os Chimpanzés Selvagens, dois órgãos apoiados pela ONU.

Florestas Tropicais

A reunião visa fazer avançar a ideia de um corredor de biodiversidade entre dois parques situados na Região de Florestas da Alta Guiné: o parque nacional Sapo na Libéria e o parque Tai na Côte d'Ivoire.

A área acolhe uma das maiores florestas tropicais da África Ocidental, relativamente intacta, e mais de ¼ dos mamíferos do continente, incluindo 12 espécies de primatas, uma população importante de chimpanzés, assim como espécies em vias de extinção como hipopótamos pigmeus e elefantes da floresta.

Conservação Ambiental

O encontro vai reunir respresentantes de várias organizações dos dois países, doadores internacionais, agências de desenvolvimento, sector privado, instituições de pesquisa e ONGs.

O objectivo é discutir como o alcance de metas de conservação ambiental podem contribuir para o aumento da estabilidade, segurança humana, desenvolvimento sustentável e ganhos económicos numa região afectada por conflitos. A iniciativa é financiada e apoiada por várias organizações, incluindo a União Europeia.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud