Cabo Verde pede apoio para aliviar impacto da crise (Português África)

30 setembro 2009

Em discurso na Assembleia Geral, embaixador António Lima também falou dos esforços do país no combate ao aquecimento global.

[caption id="attachment_169777" align="alignleft" width="175" caption="Crise dos investimentos"]

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Apesar da crise económica, Cabo Verde está a tentar preservar os ganhos que alcançou no alcance das Metas do Milénio graças a uma política prudente e pragmática e ao apoio dos seus parceiros internacionais.

A afirmação foi feita na terça-feria pelo embaixador do país na ONU, António Lima, na sua intervenção nos debates da Assembleia Geral.

Desaceleração Económica

Ele apelou à comunidade internacional para desenvolver acções conjuntas para minimizar o impacto da desaceleração económica, particularmente nos países pobres.

António Lima falou também dos esforços de Cabo Verde no combate ao aquecimento global.

"Em Cabo Verde esforços aturados estão sendo desenvolvidos para tirar o melhor proveito das nossas bacias hídricas, poupando a água em qualquer circunstância e adoptando métodos de rega modernos com novas tecnologias. Vamos implementando uma política activa nesse sector com uma barragem numa das ilhas que dinamiza o sector agrícola local e promove melhores meios de subsistência para as pessoas do campo, ao mesmo tempo que desenvolvemos as energias renováveis em toda a extensão do pais procurando atingir a meta de 95% de cobertura do território em energia eléctrica ate 2011" afirmou.

António Lima disse também que o país tem desempenhado um papel proeminente no combate ao narcotráfico e outras formas de crime organizado na sub-região da África Ocidental.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud