ONU pede maior segurança para embaixada do Brasil em Honduras
BR

25 setembro 2009

Num comunicado lido à imprensa, a presidente do órgão para o mês de Setembro, a embaixadora Susan Rice dos Estados Unidos, apelou também ao respeito da Convenção de Viena sobre relações diplomáticas, incluindo a garantia da segurança das pessoas que estão na embaixada.

[caption id="attachment_164525" align="alignleft" width="175" caption="Susan Rice"]

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova York.*

O Conselho de Segurança das Nações Unidas pediu nesta sexta-feira às autoridades de fato em Honduras para respeitarem a lei internacional e preservarem a inviolabilidade da embaixada do Brasil em Tegucigalpa.

Num comunicado lido à imprensa pela presidente do órgão para o mês de setembro, a embaixadora Susan Rice dos Estados Unidos, o conselho apelou também ao respeito da Convenção de Viena sobre relações diplomáticas, incluindo a garantia da segurança das pessoas que estão na embaixada.

Atos de Intimidação

A embaixadora dos Estados Unidos disse que o respeito e a proteção da inviolabilidade de embaixadas é um princípio universalmente aceito.

O comunicado do órgão condena também os atos de intimidação contra a missão brasileira em Tegucigalpa e pede às autoridades para fornecerem todos os serviços básicos à embaixada, incluindo água, eletricidade, serviço de telefônia e comida.

Os membros do conselho apelaram a todas as partes para permanecerem calmas e evitarem ações que possam agravar a situação ou colocar vidas em risco.

Esforços Regionais

O comunicado expressa ainda o apoio da ONU aos esforços regionais de mediação realizados pela Organização de Estados Americanos, OEA, incluindo a iniciativa do presidente Arias, da Costa Rica, para encontrar uma solução pacífica para a crise.

O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Celso Amorim, disse ao Conselho de Segurança que a embaixada do Brasil está virtualmente cercada, desde que o presidente Manuel Zelaya procurou refúgio na sede da diplomacia brasileira desde segunda-feira. Ele falava numa reunião do órgão solicitada pelo Brasil.

*Apresentação: Eduardo Costa, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud