ONU suspende ajuda eleitoral a Honduras (Português Brasil)

24 setembro 2009

Em comunicado, Ban Ki-moon disse que as atuais condições não são propícias à realização de eleições credíveis; ele apelou também ao respeito da inviolabilidade da missão diplomática brasileira em Tegucigalpa.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova York.*

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, suspendeu temporariamente a assistência técnica das Nações Unidas ao processo eleitoral em Honduras.

Em comunicado divulgado na quarta-feira pela sua porta-voz, Ban disse que as atuais condições não são propícias à realização de eleições credíveis.

Inviolabilidade

No início desta semana, o presidente deposto, Manuel Zelaya, regressou àquele país da América Central. Ele encontra-se refugiado na embaixada brasileira, na capital Tegucigalpa.

Segundo agências de notícias, tropas cercaram a embaixada e serviços básicos como eletricidade, água e telefone foram cortados durante algum tempo na terça-feira antes de serem parcialmente restaurados.

Ban Ki-moon disse que está preocupado com notícias de alegadas violações aos direitos humanos em Honduras e pediu às autoridades no poder para aderirem aos tratados e convenções internacionais ratificadas pelo país.

Ele apelou ainda ao respeito da inviolabilidade da missão diplomática brasileira em Tegucigalpa.

No comunicado, o Secretário-Geral afirma apoiar esforços regionais de mediação para acabar com a crise.

Reunião de Emergência

Em discurso nesta quarta-feira na Assembleia Geral da ONU, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a pedir o retorno ao Governo de Honduras do presidente deposto Manuel Zelaya.

O Brasil já pediu ao Conselho de Segurança que convoque uma reunião de emergência para tentar solucionar o impasse político no país e para garantir a segurança da sua embaixada e do presidente deposto.

*Apresentação: Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud