Ban promete apoiar Guiné-Bissau na investidura de Sanhá

9 setembro 2009

Num comunicado, Ban Ki-moon também saudou o governo, as forças de segurança e os funcionários eleitorais pela realização pacífica das eleições; cerimónia de empossamento do novo presidente guineense teve lugar na terça-feira em Bissau.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, prometeu o apoio das Nações Unidas à consolidação da paz e democracia na Guiné-Bissau, no dia do empossamento no novo presidente do país, Malam Bacai Sanhá.

Num comunicado divulgado na terça-feira pela sua porta-voz, Ban disse que aquele país lusófono da África Ocidental abriu um novo capítulo na sua história com a investidura do novo chefe de Estado.

Democracia e Justiça

Malam Bacai Sanhá, apoiado pelo partido no governo, o PAIGC, ganhou a segunda volta das eleições presidenciais, em finais de Julho, derrotando o seu adversário e antigo presidente, Kumba Ialá.

A eleição seguiu-se ao assassinato do presidente João Bernardo Vieira, em Março.

Na nota, o Secretário-Geral reiterou o apoio da ONU à promoção do desenvolvimento sócio-económico na Guiné-Bissau. Ban expressou confiança de que o povo e os líderes do país continuarão a reforçar a democracia e a justiça, com o apoio dos seus parceiros internacionais.

Ban Ki-moon também saudou o governo, as forças de segurança e os funcionários eleitorais pela realização pacífica das eleições.

Empossamento

Ele fez-se representar na cerimónia de empossamento do novo presidente guineense pelo sub-secretário-geral da ONU para Assuntos Políticos, Hailé Menkerios.

A embaixadora do Brasil na ONU, Maria Luiza Ribeiro Viotti, que preside a estratégia da Comissão de Consolidação da Paz para a Guiné-Bissau, também participou no evento

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud