Brasil propõe etnia no Censo 2010

24 agosto 2009

Conferência de Durban, realizada em 2001 na África do Sul, produziu uma Declaração e um Plano de Ação de Combate ao Racismo e à Xenofobia; Brasil apresentará um plano estratégico para a inclusão da variável de raça e etnia no Censo de 2010.

Marco Alfaro, da Rádio ONU em Nova York.

O Plano de Ação de Durban volta a ser discutido nesta segunda-feira, em Genebra, na Suíça, em reunião do Alto Comissariado da ONU para Direitos Humanos.

O Brasil será representado pelo grupo de Trabalho sobre Afrodescendentes, que apresentará um plano estratégico para a inclusão da variável de raça e etnia no Censo de 2010.

Propostas brasileiras

A delegação brasileira vai incluir o ministro da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Edson Santos.

Em uma entrevista à Rádio ONU, antes de deixar Brasília, Santos contou que irá se encontrar com a alta comissária de Direitos Humanos da ONU, Navi Pillay, em Genebra.

Ele falou sobre as propostas que serão apresentadas pelo Brasil no encontro.

"Na verdade é mostrar um pouco que a partir de nossa experiência de buscar e identificar na sociedade brasileira como se encontra a população negra do ponto de vista sócio-econômico e no desdobramento de políticas públicas que visam a redução da desigualdade", afirmou.

Afrodescendentes

O Grupo de Trabalho sobre Afrodescendentes também irá se encontrar com o Grupo de Países Latino-americanos e do Caribe, Grulac, e a Unidade de Antidiscriminação das Nações Unidas.

A Declaração de Durban e Plano de Ação de Durban constituem documento fundamental no combate ao racismo, à discriminação racial e à xenofobia e às intolerâncias correlatas.

Siga a Rádio ONU no Twitter.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud