ONU: violência afecta campanha eleitoral no Afeganistão

10 agosto 2009

Ataques e ameaças impedem a realização de comícios e a liberdade de expressão dos candidatos e eleitores; ONU destaca que, apesar das ameaças de violência, os afegãos querem participar no processo eleitoral.

[caption id="attachment_166576" align="alignleft" width="175" caption="Eleições em risco"]

Marco Alfaro, da Rádio ONU em Nova York*.

A insegurança no Afeganistão está a dificultar gravemente a preparação das eleições presidenciais do país, marcadas para o próximo dia 20. Ataques e ameaças estão a impedir a realização de comícios e a liberdade de expressão dos candidatos e eleitores.

As informações foram divulgadas este domingo no relatório da Missão de Assistência da ONU no Afeganistão, Unama, e da Comissão Independente Afegã para Direitos Humanos, Aihrc, que cobre os meses de Junho e Julho.

Insegurança

O documento destaca que, apesar da ameaça de violência, os afegãos têm demonstrado o desejo de participar no processo eleitoral.

O relatório produzido pela Unama junto com o governo do Afeganistão aponta que os riscos são ainda maiores para as mulheres candidatas.

De acordo com a Aihrc, três candidatas de Kandahar, ao sul do país, tiveram que abandonar a região devido a insegurança, enquanto outras candidatas são impedidas de colocarem propagandas políticas devido à oposição de familiares ou membros das comunidades.

Em outro caso na região de Takhar, o escritório de campanha de uma candidata foi fechado, e sua casa, incendiada.

Ameaças

O enviado especial da ONU no Afeganistão, Kai Eide, disse que o conflito não permitirá que todos os afegãos tenham voz no futuro do país.

Eide também fez um apelo para que o acesso aos locais de votação seja desbloqueado, e o direito constitucional de homens e mulheres, respeitado.

O relatório indica que, apesar das ameaças e insegurança, as campanhas dos mais de 3 mil candidatos provinciais e 40 candidatos à presidência têm ocorrido de maneira pacífica.

*Apresentação: Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Siga a Rádio ONU no Twitter.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud