Resolução prevê punição para abusos infantis
BR

4 agosto 2009

Resolução do Conselho de Segurança, aprovada nesta terça-feira, amplia sanções contra responsáveis por crimes que incluem menores em confrontos armados e guerras.

[caption id="attachment_167508" align="alignleft" width="175" caption="Crianças em áreas de conflito"]

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova York.*

O Conselho de Segurança da ONU adotou, nesta terça-feira, por unanimidade uma nova resolução sobre crianças em conflitos armados.

O documento, Resolução 1882, amplia os termos do texto anterior sobre o tema. Uma das medidas é a identificação, pelo nome, de indivíduos ou grupos que recrutam menores e usam as crianças na luta armada.

Passo Importante

Serão expostos publicamente também responsáveis por mortes ou moléstias sexuais de menores.

A representante de Ban Ki-moon para Crianças e Conflitos Armados, Radhika Coomaraswamy, descreveu a medida como um passo importante na luta contra a impunidade.

De acordo com ela, meninas e meninos estão sendo vítimas do crime e até mesmo mortos em confrontos armados.

Segundo a ONU, existem cerca de 250 mil crianças-soldado no mundo, a maioria na África Subsaarina.

*Apresentação: Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud