ONU ajuda Angola a alcançar acesso universal a água

30 julho 2009

Iniciativa conjunta vai fornecer água a 80% da população urbana e 50% de residentes rurais até 2012; consumo de água não segura contribui para cerca de 90% das mortes por diarreia no país.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

As Nações Unidas e o governo de Angola lançaram uma iniciativa conjunta para alcançar o acesso universal a água naquele país africano de língua portuguesa.

Ao abrigo do projecto "Água para Todos", também conhecido por Programa Conjunto da ONU sobre Água e Saneamento, o governo compromete-se a fornecer água a 80% da população urbana e 50% de residentes rurais até 2012. A meta será elevada para 100% e 80% respectivamente até 2020.

Saúde Pública

A iniciativa foi divulgada na semana passada em Luanda e visa melhorar a saúde pública e reduzir a pobreza.

O programa é um projecto conjunto do governo, do Fundo da ONU para a Infância, Unicef, Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Pnud, Organização Internacional do Trabalho, OIT e a organização não-giovernamental, Instituto da Medicina.

O acesso a água potável e canalizada é demasiado caro para a grande maioria das famílias angolanas que são forçadas a consumir água não segura. Segundo dados da ONU, o uso dessa água contribui para cerca de 90% das mortes por diarreia.

Pobreza

A coordenadora-residente do sistema das Nações Unidas em Angola, Joceline Bazile-Finley, disse que a campanha ajudará Angola a alcançar as Metas do Milénio, assegurando a sustentabilidade ambiental e a redução da pobreza.

A iniciativa é financiada pela Espanha e vai beneficiar directa ou indirectamente mais de 500 mil pessoas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud