Malam Bacai Sanhá eleito presidente da Guiné-Bissau

29 julho 2009

Segundo dados da Comissão Nacional de Eleições ele obteve mais de 63% dos votos na segunda volta do escrutínio; o candidato derrotado, Kumba Ialá, já reconheceu os resultados.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Malam Bacai Sanhá, o candidato apoiado pelo Paigc, no governo, foi eleito presidente da Guiné-Bissau.

O anúncio foi feito esta quarta-feira na capital guineense pela Comissão Nacional de Eleições, CNE. Segundo dados do órgão, Bacai Sanhá obteve mais de 63% dos votos na segunda volta do escrutínio, realizada no domingo, contra quase 37% para o seu adversário, Kumba Ialá.

Apelo

As eleições antecipadas tiveram lugar na sequência do assassinato do ex-presidente João Bernardo Nino Vieira, em Março deste ano.

O candidato derrotado, Kumba Ialá, já felicitou Bacai Sanhá numa conferência de imprensa em Bissau.

O porta-voz da missão das Nações Unidas no país, Unogbis, Vladimir Monteiro, disse à Rádio ONU, da capital guineense, que o anúncio e a aceitação dos resultados das eleições pelos dois candidatos responde ao apelo lançado na semana passada pelo Secretário-Geral, Ban Ki-moon.

"As Nações Unidas encaram a divulgação dos resultados assim como a aceitação dos mesmos pelas duas candidaturas com muita satisfação. O representante do Secretário-Geral da ONU na Guiné-Bissau e o enviado especial da União Africana tinham contribuido para a assinatura de um memorando de entendimento entre as duas candidaturas no sentido da aceitação dos resultados. Esses resultados preliminares deram a victória ao candidato Malam Bacai Sanhá que no seu discurso mostrou disponibilidade em trabalhar com Kumba Ialá".

Guerra Civil

O presidente eleito da Guiné-Bissau tem 62 anos e desempenhou as funções de chefe de Estado interino entre Maio de 1999 e Janeiro de 2000, logo após o fim da guerra civil.

Esta foi a terceira candidatura de Bacai Sanhá a eleições presidenciais. Em 2000 ele foi derrotado por Kumba Ialá e em 2005 por Nino Vieira, sempre à segunda volta.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud