Unesco condena assassinato de jornalista no México
BR

28 julho 2009

Ernesto Montañez Valdivia foi morto dentro de um carro, que era dirigido pelo filho adolescente; menino ficou seriamente ferido no ataque.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, condenou, nesta terça-feira, o assassinato do jornalista mexicano Ernesto Montañez Valdivia.

Ele foi morto a tiros dentro de uma picape que era dirigida pelo filho dele.

O adolescente ficou seriamente ferido no atentado.

Revista

O diretor-geral da Unesco, Koïchiro Matsuura, afirmou que ataques a jornalistas são uma ameaça ao respeito pelo direito fundamental à liberdade de expressão.

Ele pediu às autoridades mexicanas que façam todo o possível para encontrar os assassinos.

O jornalista trabalhava como editor de uma revista para o jornal El Sol de Chihuahua, no norte do país.

De acordo com a Associação Interamericana de Imprensa, Iapa, desde o início do ano, outros quatro jornalistas já foram assassinados no México.

*Apresentação: Eduardo Costa, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud