Três condenados no Gana por tráfico humano (Português África)

24 julho 2009

Segundo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime, Unodc, homens foram sentenciados a 41 anos de prisão por tráfico de seres humanos; todas as vítimas são mulheres.

Carla Fernandes, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime, Unodc, classificou de "histórica" a decisão da Justiça do Gana de condenar três homens chineses a 41 anos de prisão por tráfico de seres humanos.

Os três foram sentenciados por um tribunal de Acra, capital do país.

Documentos Confiscados

Segundo o Unodc, os homens teriam recrutado mulheres na China com falsas promessas de emprego no país do oeste da África.

Ao chegar ao Gana, as vítimas tiveram seus documentos confiscados e foram forçadas a prostituir-se para sobreviver.

A agência da ONU informou que os homens foram detidos pela Unidade Anti-Tráfico do Departamento de Investigação Criminal ganês depois da publicação de um artigo por um jornalista investigativo.

Proteção

As actividades do Unodc contra o tráfico humano no Gana e em outros países da África Ocidental centram-se na investigação pró-activa e na protecção de vítimas e testemunhas.

O polícia responsável pelo processo é um colaborador activo em programas da agência da ONU.

Ele actuou como formador no treinamento de respostas de justiça criminal pró-activas contra o tráfico humano que levaram a várias detenções.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud