Guiné-Bissau elege novo presidente neste domingo
BR

23 julho 2009

Eleitores comparecerão às urnas para o segundo turno da corrida presidencial; em nota, Ban Ki-moon pediu que candidatos respeitem o resultado do pleito.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova York.*

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, informou que vai acompanhar o segundo turno das eleições presidenciais na Guiné-Bissau, marcado para este domingo.

O país de língua portuguesa, no oeste da África, teve que antecipar o pleito após o assassinato do ex-presidente João Bernardo Nino Vieira em março deste ano.

Reconciliação

Numa nota, Ban disse que espera que a votação marque o início de um período de estabilidade política e segurança no país.

Segundo ele, o pleito é uma medida importante no compromisso da Guiné com a democracia e a reconciliação.

Os candidatos ao segundo turno são Malam Bacai Sanhá, apoiado pelo partido do governo, Paigc, e o ex-presidente guineense, Kumba Ialá, do Partido da Renovação Social, PRS.

Eventuais Problemas

Esta não é a primeira vez que os dois se enfrentam nas urnas. Em 2000, Kumba Ialá venceu Malam Bacai Sanhá com mais de 70% dos votos no segundo turno das eleições presidenciais.

Ban Ki-moon pediu aos dois candidatos que respeitem o resultado final das eleições e que resolvam eventuais problemas por meios pacíficos e legais.

A ONU informou que trabalhará com o presidente eleito e com os novos governo, Parlamento e outras instituições para promover diálogo e reconciliação no país. A campanha eleitoral na Guiné-Bissau termina nesta sexta-feira.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud